Mitos e verdades sobre abrir uma empresa

Abrir uma empresa não é uma decisão simples. São vários os aspectos que precisam ser pensados, desde a viabilidade financeira, contexto do mercado na área de atuação do negócio, montagem de estrutura etc. Portanto, o planejamento é necessário.

Para ajudar na construção de um plano para abrir a empresa, é importante colocar no papel e analisar prós e contras. O problema é que, muitas vezes, alguns detalhes são difíceis de mensurar. Inclusive, porque as pessoas acabam tendo dúvidas sobre o que é verdade ou o que não é quando ouvimos outros empreendedores falarem sobre suas experiências.

Por isso, neste conteúdo reunimos alguns mitos e verdades sobre abrir uma empresa. Apresentaremos alguns dos pontos mais comentados por quem sonha em começar seu negócio, mas acaba caindo em sensos comuns ou ideias que não correspondem.

Verdades sobre abrir uma empresa

Vamos começar com as verdades. Uma questão que afasta potenciais empreendedores é a ideia de que a burocracia no Brasil é muito grande, o que atrapalha a montagem da empresa. Isso realmente acontece.

São muitos os parâmetros e permissões que precisam ser cumpridos, legalização do negócio, documentação, alvará de funcionamento em determinados casos etc. A comparação do tempo necessário para abrir uma empresa no Brasil, em comparação com países estrangeiros, realmente joga contra quem sonha em ter sua empresa.

Outro ponto muito verdadeiro é a necessidade de criação de um plano de negócios. Tudo precisa, realmente, ser pensado. Abrir um negócio não é, em nenhum momento, algo intuitivo. A ideia inicial, o estalo, pode até ter este fator. Mas na hora de colocar em prática, é necessário muitos cuidados e planos bem feitos. Quem fala isso não está querendo desestimular a ideia, apenas fazer com que ela seja mais factível e sólida.

Existem também verdades, mas que podem contar com algumas flexibilizações. Por exemplo: a importância de investir em um negócio enquanto é jovem, em início de carreira. De fato, costuma ser mais recomendável. Menos responsabilidade com família, menos vícios do meio de atuação, uma mente mais aberta a novidades. Tudo isso acontece.

Por outro lado, não dá para cravar que haja, obrigatoriamente, um limite de idade para abrir uma empresa, isso depende da pessoa. Mas é verdade que os jovens tendem a ter uma visão mais criativa e um contexto pessoal mais favorável.

Mitos

Agora, os mitos. Talvez o primeiro e mais importante aspecto a se negar é a ideia de que, para ser empreendedor, é preciso ter muito dinheiro para investir. Nem sempre é assim. Primeiro, porque dependendo do negócio é possível iniciar sem gastos tão exorbitantes.

Além disso, muitas vezes é possível encontrar sócios e investidores interessados. Dizer que é preciso ser rico apenas desestimula e, no fim, é um mito.

Outro ponto que não se sustenta é dizer que necessariamente a ideia de um negócio precisa ser inteiramente nova, diferente de tudo que o mercado apresenta. Não é bem assim. Claro que entregar um produto exatamente igual a outro já existente e consolidado tende a ser ruim.

Mas é possível adaptar ideias, buscar coisas semelhantes, mas para outro público-alvo. Não é preciso inventar algo 100% novo. É preciso entregar uma solução eficiente, que faça outros se interessarem.

Estes são, portanto, alguns dos mitos e das verdades sobre abrir uma empresa. Conhecendo-os, fica mais fácil ter uma noção sobre a sua situação, percebendo se há mais prós ou contras em investir, além de evitar que mentiras desestimulem alguém no sonho de ter o próprio negócio.

Qual a importância da Contabilidade para E-commerce?

Por que a contabilidade é tão importante e qual a importância dela nas finanças de uma e-commerce?

O crescimento de um negócio está ligado à geração de lucros. Porém, somente ela pode fornecer os indicadores para saber se o volume de negócios alcançado cobre todas as despesas.

Embora o princípio básico pareça simples, encontrar uma atividade lucrativa é muito difícil. É preciso adotar uma boa gestão para ter sucesso. E isso também exige uma boa gestão contábil dentro da empresa.

Por outro lado, o papel da contabilidade nesse sucesso é muito importante porque permite que você saiba onde você está. E ajuda a determinar para onde ir. Isso permite que você saiba qual atividade ou ação é mais ou menos lucrativa, se deve continuar, parar ou adaptar as coisas. A contabilidade e finanças fornecem números com clareza sobre a atividade da empresa.

Aqui estão algumas das razões pelas quais a contabilidade é tão importante para uma e-commerce.

A CONTABILIDADE PERMITE UMA MELHOR GESTÃO DA EMPRESA

As informações fornecem indicadores confiáveis ​​sobre a situação financeira da empresa, que criam uma base para a tomada de decisões.

A contabilidade não é apenas saber o que está em débito e crédito, ativos e passivos. Mas é preciso criar planos e tomar decisões críticas para a empresa.

Por outro lado, quanto à evolução do volume de negócios, dá uma ideia das mudanças que marcaram a atividade ou o setor. Por meio da contabilidade, os tomadores de decisão podem obter uma imagem precisa das finanças da empresa. E identificar áreas de maior problema, que podem dificultar a expansão da empresa.

TOMADA DE DECISÃO EM TEMPO REAL

Os tomadores de decisão geralmente preferem ter mais espaço sobre o impacto das compras realizadas.

A contabilidade em tempo real facilita o orçamento e o controle do fluxo de caixa para contornar problemas a tempo. Esta é uma das vantagens cruciais de ter dados contábeis atualizados.

Para ter uma contabilidade atualizada, é importante recorrer a uma plataforma online. O que pode ser consultada a qualquer hora e em qualquer lugar para ter acesso às informações contábeis se necessário.

BOM PLANEJAMENTO DO FUTURO

Manter as contas regularmente e atualizá-las permite um melhor planejamento para o futuro. A contabilidade, por exemplo, fornece indicadores sobre uma atividade. O que ajuda a gerir melhor os estoques e o orçamento voltado aos investimentos. Por fim, uma gestão bem mantida permite que você conheça seus recursos e centros de custo, bem como a melhor forma de gerenciá-los.

UM BOM COMEÇO PARA SEU NEGÓCIO

Na maioria dos casos, as falhas observadas durante a criação de empresas, a má gestão das finanças é o principal fator desse fracasso.

Este é o caso de empresários que se encarregam de suas próprias contas. E que não possuem todos os dados e habilidades necessários para mantê-las e gerenciá-las.

Daí a necessidade de recorrer a uma pessoa que tenha as competências, mas também as ferramentas e a experiência necessárias. Essa escolha permite que o gerente dedique mais tempo aos demais aspectos de seu negócio. Em seguida, cuide mais do crescimento de seu negócio.

Por fim, ao solicitar um contador, este passa a ser um parceiro de confiança. Com quem podemos contar para preservar a saúde financeira da empresa.

ENTÃO, ESSA É A HORA DE USAR A CONTABILIDADE AO SEU FAVOR

Uma das vantagens do e-commerce é que as vendas online estão crescendo mais rápido do que os varejistas ou atacadistas. A diferença é grande: crescimento de 12% para sites e crescimento de 2% para lojas, de acordo com a Federação Nacional do Varejo.

Por outro lado, volume crescente de compras de comércio eletrônico é motivo suficiente para iniciar seu negócio hoje. No entanto, o fator de custo é outro ponto de interesse. Bem como a velocidade de criação.

Você pode começar pequeno, sem se preocupar com a aparência de ser pequeno. Conforme sua empresa cresce, você pode investir de forma mais eficaz com campanhas para direcionar clientes e produtos. Isso ajuda a aumentar sua entrada no mercado em escala global, internacional ou local.

Principais características de um empreendedor

Você sempre quis ter seu próprio negócio, mas talvez pensou que é necessário ter vocação para isso? É exatamente esse pensamento que causa um bloqueio nas suas aptidões para empreender.

Essa ideia é muito comum, mas isso não é verdade. Qualquer pessoa pode conduzir negócios e realizar pesquisas, desde que siga as etapas adequadas, ou seja, comprometido em aperfeiçoar as suas qualidades. Quer descobrir as principais características de um empreendedor? Portanto, continue lendo e verifique!

Coragem e perseverança

É preciso muita coragem para lutar contra todos os empecilhos, mas o medo de tentar pode causar a estagnação. Esse medo vai fazer você perder oportunidades incríveis e impedi-lo de alcançar o tão sonhado sucesso na vida.

Além disso, é preciso não apenas coragem para conduzir os negócios, e sim a força de vontade para manter o seu empreendimento. Inicialmente, os empreendedores podem ter dificuldade em realizar várias tarefas.

No entanto, negócios e reputação não podem ser estabelecidos da noite para o dia, e surgirão dificuldades principalmente nas primeiras etapas do empreendimento. Não importa em qual departamento sua empresa está tendo problemas, o mais importante é não se desesperar.

Outra preocupação é investir em coisas que não oferecem muita garantia, principalmente se o país estiver passando por um período de incertezas econômicas. Faça todas as pesquisas necessárias sobre as oscilações do mercado e o panorama geral dos empreendimentos e siga sua intuição.

Quando esses momentos chegarem, sempre pense em resolver com foco em soluções, não em problemas. Considere o tempo e o esforço necessário para construir seu negócio. Em mais momentos críticos, vale a pena investir em profissionais especializados em resolução de crises.

Foco e equilíbrio

Haverá muitos outros problemas acompanhados de altos e baixos nessa jornada do empreendedorismo, e você precisará dizer não a muitos deles para não ficar no meio do caminho.

Sempre pense sobre a meta daqui a dez anos e vise a todos os esforços neste momento da sua vida. O mesmo se aplica à interferência interna e externa da sua empresa.

Nesse sentido, buscar fornecer serviços a todos os tipos de clientes e cobrir todos os campos e profissões não torna você uma referência para sua base de clientes segmentados. Conheça o seu público-alvo e crie as suas próprias estratégias com foco em fornecer-lhes o melhor serviço.

É importante manter o equilíbrio em todos os aspectos de nossas vidas, porque o desequilíbrio em uma área afeta de outros componentes. Por exemplo, se sua vida familiar não está indo bem, todo o estresse pode recair sobre o seu trabalho, você não será capaz de tomar uma decisão clara.

Preste bastante atenção a tudo o que acontece na sua vida. Quando as coisas vão bem e você entra em equilíbrio, melhora a eficiência do trabalho e, finalmente, produz melhores resultados.

Começar a trilhar um caminho empresarial por meio do empreendimento é sempre mais difícil, porque há muito trabalho a fazer, pois os ganhos financeiros não são tão grandiosos no começo, mas acredite que todos os esforços serão recompensados.

Precisa de auxílio para Abrir sua Empresa? Fale com nossa equipe! Será um prazer atender você e tirar todas as suas dúvidas!

3 empreendedoras de sucesso que você pode se inspirar

Tem o sonho de ser empreendedora, mas não sabe por onde começar? Nós separamos três mulheres brasileiras que são empreendedoras de sucesso, nacional e internacional, para te inspirar nessa jornada rumo ao sucesso.

Histórias de mulheres empreendedoras que inspiram

1- Luiza Helena Trajano | Magazine Luiza

Luiza nasceu em Franca, São Paulo. Começou a trabalhar no varejo com 12 anos porque tinha o desejo de comprar presentes de Natal para aquelas pessoas que gostava. A inteligência emocional veio da mãe, já o espírito empreendedor e de vencedora vieram da tia. Luiza sempre teve seus valores bem definidos, como a honestidade, a generosidade, aprender sempre, além de sonhar alto.

Magazine Luiza foi fundada pelos tios da empresária, Luiza Helena Trajano assumiu a loja em 1990 e transformou em uma das maiores varejistas do país. Ela não tem vergonha de dizer que ela e a família sempre foram vendedores.

A Magazine Luiza possui mais de 700 lojas em 16 estados do Brasil. Luiza Trajano está na lista de empreendedores de sucesso bilionários, seus bem financeiros ultrapassam R$1 bilhão. Além do sucesso como empreendedora, Luiza utiliza muito em sua loja às políticas de inclusão e incentiva o empreendedorismo feminino.

2 – Danyelle Van Straten | Depyl Action

Depyl Action começou com Galci Van Straten, mãe de Danyelle, que criou uma cera com mel e própolis com o objetivo de dar às mulheres uma depilação mais suave e que não fosse agressiva. Começou a vender essa cera nos salões, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Depois de 10 anos de vendas, Danyelle e Glaci decidiram inovar, deixando de vender somente a cera e começando a oferecer o serviço de depilação. As duas apostaram em um local que fosse moderno, elegante, especializado em depilação e com profissionais que fossem bem treinadas para que as clientes se sentissem bem cuidadas ao realizar a depilação.

A primeira loja foi fundada em Brasília e hoje a rede é referência no ramo da depilação no país. Depyl Action tem mais de 100 franquias pelo Brasil, tornando Danyelle Van Straten uma das empreendedoras de sucesso do Brasil.

3 – Cecilia Prado | Cecilia Prado

Cecilia Prado, como as duas outras, trouxe inovação para um negócio de família. Ela transformou uma fábrica de tricô tradicional em destaque nacional e internacional. Cecilia criou peças com design contemporâneo que tinham toques artesanais.

O sucesso de Cecilia Prado foi tanto que em 2006 as suas peças começaram a ser exportadas. Hoje, Cecilia tem lojas próprias em São Paulo e também vende as peças em lojas de departamento e multimarcas. E essas vendas não são apenas no Brasil, e sim em mais de 20 países em toda a América, Europa, África, Oriente Médio e Ásia. Sendo a China um dos principais mercados de Cecilia Prado. Além de todos esses pontos físicos, é possível encontrar suas peças em diversos sites de renomadas lojas virtuais.

Conseguiu recuperar o fôlego para essa jornada? Nos acompanhe para mais conteúdos de inspiração como esse. Nós vamos ajudá-lo a seguir no caminho do sucesso!

O que acontecerá se você não pagar seus Impostos de Renda?

Se você não declarar ou pagar seu imposto de renda, poderá enfrentar algumas consequências caras. No pior dos casos, sua propriedade pode ser apreendida e você pode ir para a cadeia.

Todo brasileiro tem que apresentar uma declaração de imposto de renda todos os anos se ele ganhou renda naquele ano, mesmo que não deva nada; eles podem receber um reembolso de impostos que já pagaram ao longo do ano ou podem descobrir que devem impostos adicionais.

Mas se você não declarar seus impostos ou não pagar os impostos devidos, há uma série de consequências sérias que podem afetá-lo.

O que começa como um projeto de lei e uma carta severa da Receita Federal torna-se uma pequena penalidade; a pequena penalidade se torna uma grande penalidade e meses de juros acumulados. Se você ainda se abstiver de pagar, a Receita Federal obtém uma reclamação legal sobre sua propriedade e ativos (“penhor”) e, depois disso, pode até mesmo confiscar essa propriedade ou adornar seu salário (“tributo”).

No entanto, nos casos mais graves, você pode até ir para a prisão por até cinco anos por cometer sonegação de impostos. Mas raramente alguém sofre essa consequência. A Receita Federal não quer colocá-lo na prisão; ele apenas deseja receber o dinheiro que você deve.

O QUE ACONTECERÁ SE VOCÊ DECLARAR IMPOSTO DE RENDA COM ATRASO?

Se você não apresentar sua declaração de imposto de renda até o dia do imposto, estará sujeito a penalidades por não apresentação de declaração.

Impostos estaduais e locais também estão sujeitos a penalidades adicionais de falha na declaração, que são determinadas pela lei estadual.

Se você se abstiver de apresentar uma declaração de imposto de renda porque não acredita que poderá arcar com sua fatura de impostos, isso poderá custar caro no futuro. Eventualmente, a Receita Federal virá ligar e você terá que pagar. Nesse ponto, você terá que arquivar de qualquer maneira, então você ainda vai acabar pagando as taxas de declaração atrasada.

A falta de declaração também pode levar à pena de prisão. A Receita Federal não encaminha as pessoas para processo frequentemente; normalmente, eles não estão interessados ​​em prender alguém que deve.

Por outro lado, se você ainda não apresentou nenhuma declaração de imposto de renda, ligue para a Receita Federal e informe-os, ou entre em contato através do aplicativo da Receita Federal. Na maioria das vezes, eles ficarão mais do que satisfeitos em orientá-lo ao longo das etapas, embora você provavelmente ainda tenha que pagar as penalidades de arquivamento tardio.

Observe que não há estatuto de limitações para a declaração de seus impostos com atraso. A Receita Federal pode persegui-lo pelas penalidades de declaração atrasada não pagas, mesmo que muitos anos tenham se passado.

O QUE ACONTECE SE VOCÊ PAGAR IMPOSTOS COM ATRASO FREQUENTEMENTE

Ao longo do ano, você deve fazer pagamentos estimados de impostos a Receita Federal, seja retendo-os automaticamente do seu salário ou pagando-os manualmente. Ao apresentar sua declaração de imposto de renda, você descobrirá se os pagamentos estimados de impostos foram suficientes para cobrir o que você deveria ter pago ou se você pagou muito. O primeiro resulta em uma cobrança de imposto e o último resulta em um reembolso.

Se você deve impostos, pode efetuar um pagamento assim que estiver pronto. Mas se você não fizer um pagamento, a Receita Federal enviará um aviso. E se não pagar essa conta, você receberá pelo menos mais um aviso antes de sofrer as penalidades.

Nesse período, os impostos não pagos começarão a acumular penalidades e juros. Os juros começam a ser acumulados na data de vencimento constante do aviso, acumulando-se diariamente no saldo a pagar. A taxa de juros oscilou entre 3% e 5% nos últimos anos; atualmente, é de 1%, podendo chegar a 20%. A taxa Selic está 11% ao ano.

Tal como acontece com a omissão de declaração de impostos, você também pode ir para a prisão por não pagamento de impostos. Mas é altamente improvável, a menos que você deva centenas de milhares de reais.

E SE VOCÊ NÃO PUDER PAGAR SEUS IMPOSTOS?

Se você não pode pagar seus impostos, a primeira coisa que você precisa fazer é ligar para a Receita Federal. Eles querem cobrar de você, não o punir. Você pode ser elegível para configurar um plano de pagamento denominado contrato de parcelamento. Isso permite que você faça pagamentos mensais referentes ao que deve em impostos e evite o risco de penhor, imposto ou pena de prisão.

A Receita Federal pode exigir que você pague uma determinada quantia de sua obrigação tributária antes de concordar com um contrato de parcelamento. Além disso, você ainda deverá multas e juros, mas a taxa de penalidade é um pouco mais baixa para pessoas com um plano de pagamento do que para pessoas que não têm.

Como alguns estados cobram penalidades e taxas de juros mais altas do que outros, convém pagar os impostos estaduais e locais primeiro e, em seguida, passar para os impostos federais. Fale com o departamento de receita do seu estado para obter mais informações.

Se você perder o pagamento do contrato de parcelamento, deverá o pagamento integral à vista, incluindo multas e juros.

FAÇA UMA OFERTA DE COMPROMISSO

Por fim, uma oferta de compromisso é um acordo com a Receita Federal para reduzir sua responsabilidade tributária total em troca de você pagar tudo como um montante fixo. Normalmente, uma oferta de compromisso é para trabalhadores de baixa renda; você pode não ser elegível se ganhar muito. Caso tiver dúvidas sobre o assunto, entre em contato com nossa contabilidade que auxiliaremos na sua Declaração.