Qual o custo do Vale Alimentação para Empresa?

O vale alimentação é uma vantagem oferecida pelas empresas para que os funcionários possam fazer suas compras em supermercados, açougues, etc.

Mas você sabe para que serve o vale-alimentação? Quais são os direitos do trabalhador em relação a este benefício? Saiba tudo em nosso artigo.

O que é vale alimentação?

O Vale Alimentação é uma vantagem oferecida pelas empresas para que os funcionários possam comprar produtos alimentícios.

Podemos dizer que é o sucessor das cestas básicas, anteriormente distribuídas pelas empresas aos seus colaboradores para uso próprio ou para sua família. É aceito em estabelecimentos como supermercados, padarias e açougues.

Por outro lado, pode ser um bom incentivo para seus colaboradores, pois também coloca a empresa em outro patamar competitivo no mercado.

Este tipo de vantagem permite atrair novos colaboradores e sobretudo reter talentos e gerar poupanças no processo de recrutamento.

O vale alimentação é obrigatório?

Há uma série de benefícios obrigatórios sob a Lei CLT.

No entanto, o vale alimentação e o vale-transporte não atendem a esses requisitos. Contudo, as empresas aderem a essa vantagem para manter seus colaboradores motivados e, consequentemente, criar um atrativo diferencial de mercado.

As empresas vinculadas a algum tipo de sindicato passam a ser obrigadas a dar vale-refeição para a equipe a partir do que estiver definido, a empresa tem o direito de escolher ou oferecer vale-alimentação ou vale-transporte, ambos ou nenhum.

Como é oferecido?

No mercado atual, a forma mais comum de visualização do vale alimentação é por meio de cartões, como cartões de crédito, onde as empresas depositam o valor mensalmente, tornou isso mais fácil e conveniente, oferecendo diversos benefícios aos colaboradores, como:

  • Consulta em tempo real via aplicativos;
  • Possibilidade de utilização do valor em vários estabelecimentos;
  • Poupança nas despesas de alimentação;
  • Planejamento antecipado, pois o funcionário terá acesso à data em que o valor será pago.

No entanto, algumas empresas ainda pagam esse benefício em dinheiro, incorporando o valor ao salário.

Por se tratar de um benefício não obrigatório, o valor do vale alimentação pode ser definido pela própria empresa. De acordo com o artigo 458, no artigo 3, o valor dos benefícios relativos a refeições não deve exceder em 20% o salário do trabalhador.

Benefícios fiscais do vale alimentação

Uma grande vantagem para as empresas que pagam vale alimentação aos empregados é a possibilidade de deduzir do salário o valor do imposto de renda em até 4%, e evitar impostos e encargos, portanto sem impacto no FGTS, contribuições previdenciárias ou verbas rescisórias.

Atualmente, mais de 148 mil empresas adotam o Programa de Alimentação do Trabalhador, atendendo mais de 14 milhões de funcionários.

O vale alimentação também deu às empresas a possibilidade de planejar gastos com benefícios, por meio dos quais é possível estipular um valor a ser depositado e, assim, controlar os custos com funcionários.

Atualmente, com a evolução da inflação e a alta dos preços dos alimentos, seria impossível prever seu valor mensalmente. Além disso, muitos alimentos que estavam na cesta básica não são apreciados por todos os funcionários. Este problema foi eliminado com o vale-alimentação.

As empresas que geralmente adotam uma política de benefícios como um dos atrativos do mercado tendem não apenas motivar os funcionários, mas também conseguem atrair mais talentos.

A maioria dos profissionais não considera apenas o salário ao aceitar uma vaga. A empresa faz grande diferença em atrair os melhores profissionais, que têm uma verba disponível para gastar em supermercados, açougues, etc.

E para colocar em prática uma política atrativa de benefícios sociais, não há segredo, basta se planejar economicamente para evitar prejuízos. Também é importante contar com profissionais que entendam o monitoramento e a gestão dos benefícios para evitar problemas.

Dúvidas? Entre em contato com a nossa Contabilidade!

Qual o custo do Vale Alimentação para Empresa?

O vale alimentação é uma vantagem oferecida pelas empresas para que os funcionários possam fazer suas compras em supermercados, açougues, etc.

Mas você sabe para que serve o vale-alimentação? Quais são os direitos do trabalhador em relação a este benefício? Saiba tudo em nosso artigo.

O que é vale alimentação?

O Vale Alimentação é uma vantagem oferecida pelas empresas para que os funcionários possam comprar produtos alimentícios.

Podemos dizer que é o sucessor das cestas básicas, anteriormente distribuídas pelas empresas aos seus colaboradores para uso próprio ou para sua família. É aceito em estabelecimentos como supermercados, padarias e açougues.

Por outro lado, pode ser um bom incentivo para seus colaboradores, pois também coloca a empresa em outro patamar competitivo no mercado.

Este tipo de vantagem permite atrair novos colaboradores e sobretudo reter talentos e gerar poupanças no processo de recrutamento.

O vale alimentação é obrigatório?

Há uma série de benefícios obrigatórios sob a Lei CLT.

No entanto, o vale alimentação e o vale-transporte não atendem a esses requisitos. Contudo, as empresas aderem a essa vantagem para manter seus colaboradores motivados e, consequentemente, criar um atrativo diferencial de mercado.

As empresas vinculadas a algum tipo de sindicato passam a ser obrigadas a dar vale-refeição para a equipe a partir do que estiver definido, a empresa tem o direito de escolher ou oferecer vale-alimentação ou vale-transporte, ambos ou nenhum.

Como é oferecido?

No mercado atual, a forma mais comum de visualização do vale alimentação é por meio de cartões, como cartões de crédito, onde as empresas depositam o valor mensalmente, tornou isso mais fácil e conveniente, oferecendo diversos benefícios aos colaboradores, como:

  • Consulta em tempo real via aplicativos;
  • Possibilidade de utilização do valor em vários estabelecimentos;
  • Poupança nas despesas de alimentação;
  • Planejamento antecipado, pois o funcionário terá acesso à data em que o valor será pago.

No entanto, algumas empresas ainda pagam esse benefício em dinheiro, incorporando o valor ao salário.

Por se tratar de um benefício não obrigatório, o valor do vale alimentação pode ser definido pela própria empresa. De acordo com o artigo 458, no artigo 3, o valor dos benefícios relativos a refeições não deve exceder em 20% o salário do trabalhador.

Benefícios fiscais do vale alimentação

Uma grande vantagem para as empresas que pagam vale alimentação aos empregados é a possibilidade de deduzir do salário o valor do imposto de renda em até 4%, e evitar impostos e encargos, portanto sem impacto no FGTS, contribuições previdenciárias ou verbas rescisórias.

Atualmente, mais de 148 mil empresas adotam o Programa de Alimentação do Trabalhador, atendendo mais de 14 milhões de funcionários.

O vale alimentação também deu às empresas a possibilidade de planejar gastos com benefícios, por meio dos quais é possível estipular um valor a ser depositado e, assim, controlar os custos com funcionários.

Atualmente, com a evolução da inflação e a alta dos preços dos alimentos, seria impossível prever seu valor mensalmente. Além disso, muitos alimentos que estavam na cesta básica não são apreciados por todos os funcionários. Este problema foi eliminado com o vale-alimentação.

As empresas que geralmente adotam uma política de benefícios como um dos atrativos do mercado tendem não apenas motivar os funcionários, mas também conseguem atrair mais talentos.

A maioria dos profissionais não considera apenas o salário ao aceitar uma vaga. A empresa faz grande diferença em atrair os melhores profissionais, que têm uma verba disponível para gastar em supermercados, açougues, etc.

E para colocar em prática uma política atrativa de benefícios sociais, não há segredo, basta se planejar economicamente para evitar prejuízos. Também é importante contar com profissionais que entendam o monitoramento e a gestão dos benefícios para evitar problemas.

Dúvidas? Entre em contato com a nossa Contabilidade!

Veja as Vantagens de Contratar um Contador para Ajudar no Imposto de Renda

Contratar um contador é um passo valioso para qualquer pessoa. Se você está lidando com finanças sozinho e precisa de alguém com know-how financeiro, este profissional pode fornecer os serviços exatos de que você precisa.

Se você está querendo alguém para lhe ajudar a declarar seu imposto de renda, se quer saber “o que um contador faz diariamente?”, ou se quer saber os benefícios do contador que você pode aproveitar, você veio ao lugar certo.

Cobrimos todos os conceitos básicos de contabilidade, desde como um profissional treinado beneficia suas finanças até exemplos do que os contadores fazem por você.

O que é um contador?

Antes de entrarmos nos pequenos detalhes, vamos começar com o básico: o que é um contador?
Um contador é um especialista em finanças totalmente treinado e qualificado para analisar, lidar e manter as finanças de um indivíduo ou empresa.

Há uma ampla gama de profissionais diferentes, de contadores privados a públicos, incluindo uma ampla gama de especializações.

Para se tornar um contador credenciado qualificado, um contador em treinamento precisará concluir um diploma de bacharel relevante e ser registrado.

O que um contador faz?

Um contador fornece uma ampla gama de serviços financeiros. Esses serviços podem incluir qualquer coisa, desde contabilidade diária e reconciliações bancárias até a criação de orçamentos, preparação para impostos, fornecimento de análise financeira e até mesmo planejamento financeiro.

Por fim, os serviços exatos que um contador fornece dependem de seu serviço especializado e de suas necessidades como empresa.

Por que você precisa de um contador?

Manter suas finanças em ordem deve ser uma das suas principais prioridades como empresa. Contratar um serviço de contabilidade profissional pode garantir que tudo corra bem e que suas obrigações financeiras nunca lhe gerem riscos.

Economize tempo na declaração do Imposto de Renda

Em seguida, um contador pode assumir a responsabilidade de sua contabilidade e contas do dia a dia, garantindo que suas necessidades sejam atendidas, economizando seu valioso tempo e dinheiro para trabalhar em outras áreas.

Reduza a responsabilidade fiscal

Em seguida, reduzir a responsabilidade fiscal garante que você esteja pagando a quantia certa no Imposto de Renda e seguindo as estratégias exatas para manter suas finanças no caminho certo.

Por fim, um contador qualificado tem o conhecimento e a compreensão para garantir que seus impostos estejam em total conformidade, economizando custos e evitando desafios antes que eles surjam.

Evite penalidades fiscais e multas

Não cumprir suas obrigações fiscais pode ser caro para você. Então, um contador tem uma compreensão completa de como o imposto de renda funciona e pode garantir que tudo seja arquivado no prazo e dentro do cronograma exigido.

Por fim, salvando você de problemas de última hora e garantindo que tudo seja concluído corretamente da primeira vez.

Remova preocupações fiscais

O estresse em torno da temporada de declaração do imposto de renda é típico de qualquer pessoa – mas duplamente quando você não tem as ferramentas e a preparação certas em vigor.

Portanto, os contadores se beneficiam da experiência com o sistema tributário, e você pode confiar neles para fazer o trabalho com o mínimo de contribuição e atenção necessárias. Preocupações fiscais podem ser coisa do passado com o contador certo ao seu lado.

Acesso a serviços variados + conselhos

Os contadores podem ter especializações, mas isso não significa que eles não possam aconselhar e fornecer informações sobre uma ampla gama de funções financeiras.

Por fim, um profissional credenciado pode fornecer vários serviços adaptados às suas necessidades e objetivos.

Entre em contato com a nossa contabilidade e saiba como podemos te ajudar!

Veja as Vantagens de Contratar um Contador para Ajudar no Imposto de Renda

Contratar um contador é um passo valioso para qualquer pessoa. Se você está lidando com finanças sozinho e precisa de alguém com know-how financeiro, este profissional pode fornecer os serviços exatos de que você precisa.

Se você está querendo alguém para lhe ajudar a declarar seu imposto de renda, se quer saber “o que um contador faz diariamente?”, ou se quer saber os benefícios do contador que você pode aproveitar, você veio ao lugar certo.

Cobrimos todos os conceitos básicos de contabilidade, desde como um profissional treinado beneficia suas finanças até exemplos do que os contadores fazem por você.

O que é um contador?

Antes de entrarmos nos pequenos detalhes, vamos começar com o básico: o que é um contador?
Um contador é um especialista em finanças totalmente treinado e qualificado para analisar, lidar e manter as finanças de um indivíduo ou empresa.

Há uma ampla gama de profissionais diferentes, de contadores privados a públicos, incluindo uma ampla gama de especializações.

Para se tornar um contador credenciado qualificado, um contador em treinamento precisará concluir um diploma de bacharel relevante e ser registrado.

O que um contador faz?

Um contador fornece uma ampla gama de serviços financeiros. Esses serviços podem incluir qualquer coisa, desde contabilidade diária e reconciliações bancárias até a criação de orçamentos, preparação para impostos, fornecimento de análise financeira e até mesmo planejamento financeiro.

Por fim, os serviços exatos que um contador fornece dependem de seu serviço especializado e de suas necessidades como empresa.

Por que você precisa de um contador?

Manter suas finanças em ordem deve ser uma das suas principais prioridades como empresa. Contratar um serviço de contabilidade profissional pode garantir que tudo corra bem e que suas obrigações financeiras nunca lhe gerem riscos.

Economize tempo na declaração do Imposto de Renda

Em seguida, um contador pode assumir a responsabilidade de sua contabilidade e contas do dia a dia, garantindo que suas necessidades sejam atendidas, economizando seu valioso tempo e dinheiro para trabalhar em outras áreas.

Reduza a responsabilidade fiscal

Em seguida, reduzir a responsabilidade fiscal garante que você esteja pagando a quantia certa no Imposto de Renda e seguindo as estratégias exatas para manter suas finanças no caminho certo.

Por fim, um contador qualificado tem o conhecimento e a compreensão para garantir que seus impostos estejam em total conformidade, economizando custos e evitando desafios antes que eles surjam.

Evite penalidades fiscais e multas

Não cumprir suas obrigações fiscais pode ser caro para você. Então, um contador tem uma compreensão completa de como o imposto de renda funciona e pode garantir que tudo seja arquivado no prazo e dentro do cronograma exigido.

Por fim, salvando você de problemas de última hora e garantindo que tudo seja concluído corretamente da primeira vez.

Remova preocupações fiscais

O estresse em torno da temporada de declaração do imposto de renda é típico de qualquer pessoa – mas duplamente quando você não tem as ferramentas e a preparação certas em vigor.

Portanto, os contadores se beneficiam da experiência com o sistema tributário, e você pode confiar neles para fazer o trabalho com o mínimo de contribuição e atenção necessárias. Preocupações fiscais podem ser coisa do passado com o contador certo ao seu lado.

Acesso a serviços variados + conselhos

Os contadores podem ter especializações, mas isso não significa que eles não possam aconselhar e fornecer informações sobre uma ampla gama de funções financeiras.

Por fim, um profissional credenciado pode fornecer vários serviços adaptados às suas necessidades e objetivos.

Entre em contato com a nossa contabilidade e saiba como podemos te ajudar!

Veja Como Formalizar Um Pequeno Negócio

Há muito tempo um status comercial simples está disponível para alguém que deseja formalizar uma pequena empresa no Brasil.

O status foi originalmente chamado de autoempreendedor, mas agora é chamado de microempreendedor.

Aqueles que adotam esse status administram o negócio como uma microempresa. A popularidade desse status geralmente ocorre porque as formalidades de registro de empresas são fáceis de cumprir e as regras fiscais e contábeis são menos dolorosas do que outras formas de status comercial.

O que então é um microempreendedor? Podemos distinguir uma série de características-chave.

Status Fiscal

Primeiro, um microempreendedor não é uma estrutura de negócios legal – é um status fiscal específico que se beneficia de regras fiscais e contábeis simples.

Só está disponível para alguém que trabalha por conta própria como indivíduo da Empresa (MEI). Ou seja, alguém que administra o negócio como único comerciante, não através de uma sociedade limitada.

Pague à medida que avança

Não há um nível mínimo de contribuições para a previdência social a pagar, da mesma forma que ocorre com outros status comerciais.

Você paga seu seguro social à medida que avança, com base nas vendas, e se não tiver nenhuma venda em um determinado período, não pagará nenhuma por esse período.

Somente se você declarar que não há volume de negócios por um período de dois anos você perde o status.

Contabilidade

Um microempreendedor não é obrigado a manter nenhum livro de contabilidade, além de um diário que forneça detalhes das receitas recebidas.

Essas regras contábeis simples são frequentemente citadas como uma das principais vantagens de administrar o negócio como microempreendedor, já que não há necessidade de empregar um contador.

Por que formalizar seu negócio?

A informalidade ainda é um grande problema na economia brasileira e se desenvolveu intensamente nas últimas três décadas. Este é um conjunto de produção e comercialização de produtos que geram fonte de renda. No entanto, também acontecem sem registro em órgãos governamentais responsáveis pela supervisão.

No Brasil, a perda de cobrança de impostos, por causa da informalidade, chega a 200 bilhões de reais por ano. A economia informal, presente em países de baixa renda, em desenvolvimento ou emergentes, é o principal fator que aumenta o desemprego estrutural, altos impostos e um sistema de gestão governamental altamente burocrático.

A maior causa do fechamento prematuro de empresas é principalmente a falta de um planejamento de negócios adequado. Isso ocorre porque a grande maioria dos profissionais que trabalham em qualquer campo são pessoas informais, apoiando diretamente todos os riscos da atividade.

Além disso, quase todas as empresas informais não contribuem para a previdência social, um motivo que as impede de obter benefícios previdenciários, como licença médica e aposentadoria.

Como formalizar como MEI?

Todos os processos de formalização do MEI são feitos pela internet. Por meio do Portal do Empreendedor, você tem todas as informações necessárias para o processo e o passo a passo ao tornar seu negócio formal. Por lá, também é possível verificar quais são os documentos e etapas necessárias para tornar seu negócio formal.

Limites de volume de negócios para formalizar como MEI

Outra característica importante é que o status fiscal de microempresa só está disponível se a empresa não exceder certos limites de volume de negócios (recibos reais).

Esses limites de volume de negócios dependem do tipo de atividade comercial que você segue. Portanto, a este respeito, as regras fazem uma distinção entre aqueles cuja atividade comercial é baseada em “comércio” ou “profissional”, e essa atividade principal é “comercial”.

De um modo geral, uma atividade comercial é aquela em que o negócio é principalmente comprar ou vender (comércio) produtos e serviços.

Por fim, se você exceder esses limites de volume de negócios, não poderá manter o status de microempreendedor.