Contabilidade Agrícola para Agronegócio

Você já ouviu falar da contabilidade agrícola? O agronegócio é um setor diversificado. De grãos e pecuária, horticultura, aquicultura e vinícolas para agregadores de valor e negócios de exportação; os agronegócios contribuem significativamente para a economia.
A capacidade de gerenciar negócios de forma eficaz e lucrativa está, no entanto, se tornando cada vez mais difícil. Mudanças na legislação tributária, condições econômicas flutuantes, preços variáveis de commodities e condições meteorológicas extremas representam um desafio para o planejamento tradicional de negócios.

A Contabilidade Agrícola aborda todos os aspectos da contabilidade que podem ser encontrados em uma fazenda, rancho ou negócio relacionado. A intenção é não apenas explicar os conceitos contábeis, mas também fornecer exemplos e mostrar como um sistema contábil pode ser construído e operado. Isso dá atenção especial aos aspectos únicos que não são encontrados em outros setores, incluindo regras de avaliação especiais para estoque, lidar com cooperativas e registrar ativos agrícolas não circulantes.

PLANEJAMENTO DE APOSENTADORIA

Os fazendeiros abordam este tópico de maneira diferente de outros aposentados. O planejamento da aposentadoria para os fazendeiros pode ser muito diferente do planejamento da aposentadoria para outros que trabalharam apenas como empregados.

Normalmente, os agricultores que se aposentam contam com uma combinação de renda proveniente de ativos agrícolas, poupanças e seguridade social.

Por fim, é necessário um planejamento cuidadoso, e o agricultor deve examinar a gestão geral dos ativos e a preparação para a aposentadoria como parte do processo.

SUPORTE AGRÍCOLA ADICIONAL

Isso é especialmente importante para aqueles com operações maiores. Existem equipes de contabilidade de serviço completo que podem oferecer grande assistência nessas áreas. Você pode contratar tantos ou poucos desses serviços, conforme necessário. Muitas vezes, essas equipes podem fornecer a solução ideal se você precisar de um contador sem despesas em tempo integral.

Então, entre outras coisas, os especialistas podem inserir seus dados de receitas e despesas, realizar reconciliações bancárias, pagamentos e cobranças de contas, folha de pagamento, desenvolver relatórios de gerenciamento e impostos personalizados e atualizar seu software de maneira adequada.

PLANEJAMENTO AGRÍCOLA ANUAL

O fim do ano e o início de um novo representa um momento em que os agricultores começam a se preparar para a temporada fiscal iminente.
Por outro lado, começar um planejamento tributário para sua fazenda pode resultar em mais deduções que equivalem a menos renda tributável e potencialmente mais economia no ano seguinte.

Portanto, o planejamento de final de ano abrange um plano detalhado e a consideração dos resultados pretendidos das obrigações fiscais para o ano corrente e os anos subsequentes.
Os empresários do setor do agronegócio, assim como qualquer proprietário e principalmente as empresas familiares, devem ter uma relação confidencial de assessoria com os profissionais que têm conhecimento não só do agronegócio, mas também dos negócios em geral.

Isso é importante para direcionar os muitos aspectos importantes do planejamento. O planejamento não é superestimado.

Os riscos inerentes ao agronegócio requerem consultores experientes e o elemento de tempo prolongado para planejar adequadamente.
Obter uma declaração de imposto de renda preparada por um preparador de impostos não é um conselho.

Muitos não procuram ajuda ou conselho gerencial de negócios ou procuram tarde demais.

Ainda existem desafios na indústria do agronegócio devido ao planejamento de sucessão de longo prazo e possíveis mudanças no ambiente político.
Ainda é aconselhável administrar o fluxo de caixa, dados os preços mais altos dos grãos e a receita mais alta, enquanto olhamos para o futuro para administrar a dívida com a expectativa de que as taxas de juros aumentem com o tempo. É sempre um desafio gerenciar despesas de capital.

POR QUE ADOTAR A CONTABILIDADE PARA SEU NEGÓCIO?

Como proprietário de um agronegócio, você enfrenta muitos desafios, incluindo fluxo de caixa desigual, preocupações ambientais e atividade de mercado volátil – apenas para citar alguns. Você precisa de uma empresa que não apenas trabalhe tão arduamente quanto você, mas também que possa ajudá-lo a identificar e implementar as soluções que farão o maior impacto em seus negócios.

Você merece trabalhar com profissionais que entendam que a agricultura é um modo de vida tanto quanto é um meio de ganhar a vida.

Cultive o sucesso de longo prazo com profissionais dedicados a cuidar da saúde financeira do setor agrícola em todos os níveis. Muitos dos profissionais de contabilidade agrícola foram criados em fazendas ou ranchos e outros ainda estão ativamente envolvidos nessas operações.

Contabilidade Agrícola para Agronegócio

Você já ouviu falar da contabilidade agrícola? O agronegócio é um setor diversificado. De grãos e pecuária, horticultura, aquicultura e vinícolas para agregadores de valor e negócios de exportação; os agronegócios contribuem significativamente para a economia.
A capacidade de gerenciar negócios de forma eficaz e lucrativa está, no entanto, se tornando cada vez mais difícil. Mudanças na legislação tributária, condições econômicas flutuantes, preços variáveis de commodities e condições meteorológicas extremas representam um desafio para o planejamento tradicional de negócios.

A Contabilidade Agrícola aborda todos os aspectos da contabilidade que podem ser encontrados em uma fazenda, rancho ou negócio relacionado. A intenção é não apenas explicar os conceitos contábeis, mas também fornecer exemplos e mostrar como um sistema contábil pode ser construído e operado. Isso dá atenção especial aos aspectos únicos que não são encontrados em outros setores, incluindo regras de avaliação especiais para estoque, lidar com cooperativas e registrar ativos agrícolas não circulantes.

PLANEJAMENTO DE APOSENTADORIA

Os fazendeiros abordam este tópico de maneira diferente de outros aposentados. O planejamento da aposentadoria para os fazendeiros pode ser muito diferente do planejamento da aposentadoria para outros que trabalharam apenas como empregados.

Normalmente, os agricultores que se aposentam contam com uma combinação de renda proveniente de ativos agrícolas, poupanças e seguridade social.

Por fim, é necessário um planejamento cuidadoso, e o agricultor deve examinar a gestão geral dos ativos e a preparação para a aposentadoria como parte do processo.

SUPORTE AGRÍCOLA ADICIONAL

Isso é especialmente importante para aqueles com operações maiores. Existem equipes de contabilidade de serviço completo que podem oferecer grande assistência nessas áreas. Você pode contratar tantos ou poucos desses serviços, conforme necessário. Muitas vezes, essas equipes podem fornecer a solução ideal se você precisar de um contador sem despesas em tempo integral.

Então, entre outras coisas, os especialistas podem inserir seus dados de receitas e despesas, realizar reconciliações bancárias, pagamentos e cobranças de contas, folha de pagamento, desenvolver relatórios de gerenciamento e impostos personalizados e atualizar seu software de maneira adequada.

PLANEJAMENTO AGRÍCOLA ANUAL

O fim do ano e o início de um novo representa um momento em que os agricultores começam a se preparar para a temporada fiscal iminente.
Por outro lado, começar um planejamento tributário para sua fazenda pode resultar em mais deduções que equivalem a menos renda tributável e potencialmente mais economia no ano seguinte.

Portanto, o planejamento de final de ano abrange um plano detalhado e a consideração dos resultados pretendidos das obrigações fiscais para o ano corrente e os anos subsequentes.
Os empresários do setor do agronegócio, assim como qualquer proprietário e principalmente as empresas familiares, devem ter uma relação confidencial de assessoria com os profissionais que têm conhecimento não só do agronegócio, mas também dos negócios em geral.

Isso é importante para direcionar os muitos aspectos importantes do planejamento. O planejamento não é superestimado.

Os riscos inerentes ao agronegócio requerem consultores experientes e o elemento de tempo prolongado para planejar adequadamente.
Obter uma declaração de imposto de renda preparada por um preparador de impostos não é um conselho.

Muitos não procuram ajuda ou conselho gerencial de negócios ou procuram tarde demais.

Ainda existem desafios na indústria do agronegócio devido ao planejamento de sucessão de longo prazo e possíveis mudanças no ambiente político.
Ainda é aconselhável administrar o fluxo de caixa, dados os preços mais altos dos grãos e a receita mais alta, enquanto olhamos para o futuro para administrar a dívida com a expectativa de que as taxas de juros aumentem com o tempo. É sempre um desafio gerenciar despesas de capital.

POR QUE ADOTAR A CONTABILIDADE PARA SEU NEGÓCIO?

Como proprietário de um agronegócio, você enfrenta muitos desafios, incluindo fluxo de caixa desigual, preocupações ambientais e atividade de mercado volátil – apenas para citar alguns. Você precisa de uma empresa que não apenas trabalhe tão arduamente quanto você, mas também que possa ajudá-lo a identificar e implementar as soluções que farão o maior impacto em seus negócios.

Você merece trabalhar com profissionais que entendam que a agricultura é um modo de vida tanto quanto é um meio de ganhar a vida.

Cultive o sucesso de longo prazo com profissionais dedicados a cuidar da saúde financeira do setor agrícola em todos os níveis. Muitos dos profissionais de contabilidade agrícola foram criados em fazendas ou ranchos e outros ainda estão ativamente envolvidos nessas operações.

Contabilidade para Corretores de Imóveis

O trabalho de um agente imobiliário é extremamente agitado. Ainda há muito a ser feito e o mercado está cada vez mais competitivo.
Nessa correria, é importante lembrar de gerenciar os departamentos financeiro e burocrático do negócio.
Então, além disso, as contas devem ser uma das principais preocupações de qualquer corretor de imóveis para continuar a entender melhor como funciona a contabilidade para corretores de imóveis.

Saiba como a contabilidade pode beneficiar seu negócio como corretor de imóveis!

CONTABILIDADE IMOBILIÁRIA PARA CORRETORES DE IMÓVEIS

O mercado imobiliário é um setor com regras próprias, sendo importante que o corretor, seja ele autônomo ou proprietário de uma imobiliária, conte com o auxílio de um escritório de contabilidade.
Conheça as principais funções da contabilidade:

  • Registro de transações financeiras;
  • Elaborar relatórios e balanços que demonstrem a situação econômica, patriarcal e financeira da empresa;
  • Analisar e verificar os resultados obtidos;

Por outro lado, depois de entender exatamente como funciona a contabilidade imobiliária, isso o ajudará a entender como funcionam os serviços. É algo muito útil para corretores de imóveis.

REGISTRO DE ABERTURA DE PESSOA JURÍDICA PARA CORRETORES DE IMÓVEIS

A contabilidade de uma corretora de imóveis é exigida logo no início da gestão de um negócio, esse processo é essencial para o faturamento e a abertura de contas.
Por outro lado, o melhor regime tributário será determinado e adotado nesta fase. Então, vamos dar uma olhada nas principais características dos dois principais sistemas tributários para corretores de imóveis:

1. SIMPLES NACIONAL

Este regime tributário visa beneficiar micro e pequenas empresas com receita anual total de até R$ 4,8 milhões. A grande vantagem desse sistema é a facilidade de pagamento de diferentes tributos (federais, estaduais e municipais) de diferentes maneiras.

2. LUCRO PRESUMIDO

O lucro presumido é um sistema de tributação em que os lucros da empresa são tributados.
Então, nesse caso, os tributos devidos pela empresa seriam o imposto de renda pessoa jurídica (IRPJ) e a contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL).

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA CORRETORES DE IMÓVEIS

Não é segredo que o Brasil é um dos maiores contribuintes. Existem meios legais para reduzir essa carga tributária, mas para isso o escritório de contabilidade deve fazer análise e planejamento.

IMPOSTOS

A ajuda de um contador é necessária para cálculos precisos e compilação de instruções para o pagamento de impostos.
Então, erros podem levar a problemas com o IRS, o que pode resultar em multas e perdas para a empresa.
De outro modo, com a renda variável, é muito comum que os corretores de imóveis percam a renda mensal e acabem prejudicando o fluxo de caixa.
Então, os contadores também ajudam a manter essas finanças sob controle com relatórios e balanços patrimoniais necessários para melhorar a estratégia de negócios.

É extremamente importante para iniciar e administrar um negócio.
Como vimos, a contabilidade é indispensável para garantir o funcionamento jurídico de uma empresa e o seu crescimento.
Como tal, é interessante encontrar uma empresa de contabilidade confiável que garanta que esses aspectos sejam tratados na perfeição.

POR QUE ADOTAR A CONTABILIDADE PARA SEU NEGÓCIO?

A contabilidade imobiliária é um elemento essencial para apoiar a gestão eficaz de uma imobiliária e também pode ajudar os autônomos no registro de transações imobiliárias.
Os corretores de imóveis precisam de consultoria contábil para gerenciar seus processos e tomar as decisões certas.

A gestão imobiliária engloba um conjunto de técnicas, ferramentas e práticas que permitem a uma empresa reter bons clientes, atrair novos, aumentar o seu portfólio, melhorar os serviços, reduzir custos e aumentar os lucros.

Portanto, como o mercado imobiliário é particularmente sensível às mudanças macroeconômicas, esse segmento deve ser administrado de forma diferente dos demais setores da economia.
Isso porque, embora surja incerteza financeira na economia, seu impacto pode ser minimizado – ou mesmo eliminado – se a propriedade for apoiada por processos de boa governança.

Contabilidade para Corretores de Imóveis

O trabalho de um agente imobiliário é extremamente agitado. Ainda há muito a ser feito e o mercado está cada vez mais competitivo.
Nessa correria, é importante lembrar de gerenciar os departamentos financeiro e burocrático do negócio.
Então, além disso, as contas devem ser uma das principais preocupações de qualquer corretor de imóveis para continuar a entender melhor como funciona a contabilidade para corretores de imóveis.

Saiba como a contabilidade pode beneficiar seu negócio como corretor de imóveis!

CONTABILIDADE IMOBILIÁRIA PARA CORRETORES DE IMÓVEIS

O mercado imobiliário é um setor com regras próprias, sendo importante que o corretor, seja ele autônomo ou proprietário de uma imobiliária, conte com o auxílio de um escritório de contabilidade.
Conheça as principais funções da contabilidade:

  • Registro de transações financeiras;
  • Elaborar relatórios e balanços que demonstrem a situação econômica, patriarcal e financeira da empresa;
  • Analisar e verificar os resultados obtidos;

Por outro lado, depois de entender exatamente como funciona a contabilidade imobiliária, isso o ajudará a entender como funcionam os serviços. É algo muito útil para corretores de imóveis.

REGISTRO DE ABERTURA DE PESSOA JURÍDICA PARA CORRETORES DE IMÓVEIS

A contabilidade de uma corretora de imóveis é exigida logo no início da gestão de um negócio, esse processo é essencial para o faturamento e a abertura de contas.
Por outro lado, o melhor regime tributário será determinado e adotado nesta fase. Então, vamos dar uma olhada nas principais características dos dois principais sistemas tributários para corretores de imóveis:

1. SIMPLES NACIONAL

Este regime tributário visa beneficiar micro e pequenas empresas com receita anual total de até R$ 4,8 milhões. A grande vantagem desse sistema é a facilidade de pagamento de diferentes tributos (federais, estaduais e municipais) de diferentes maneiras.

2. LUCRO PRESUMIDO

O lucro presumido é um sistema de tributação em que os lucros da empresa são tributados.
Então, nesse caso, os tributos devidos pela empresa seriam o imposto de renda pessoa jurídica (IRPJ) e a contribuição social sobre o lucro líquido (CSLL).

PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO PARA CORRETORES DE IMÓVEIS

Não é segredo que o Brasil é um dos maiores contribuintes. Existem meios legais para reduzir essa carga tributária, mas para isso o escritório de contabilidade deve fazer análise e planejamento.

IMPOSTOS

A ajuda de um contador é necessária para cálculos precisos e compilação de instruções para o pagamento de impostos.
Então, erros podem levar a problemas com o IRS, o que pode resultar em multas e perdas para a empresa.
De outro modo, com a renda variável, é muito comum que os corretores de imóveis percam a renda mensal e acabem prejudicando o fluxo de caixa.
Então, os contadores também ajudam a manter essas finanças sob controle com relatórios e balanços patrimoniais necessários para melhorar a estratégia de negócios.

É extremamente importante para iniciar e administrar um negócio.
Como vimos, a contabilidade é indispensável para garantir o funcionamento jurídico de uma empresa e o seu crescimento.
Como tal, é interessante encontrar uma empresa de contabilidade confiável que garanta que esses aspectos sejam tratados na perfeição.

POR QUE ADOTAR A CONTABILIDADE PARA SEU NEGÓCIO?

A contabilidade imobiliária é um elemento essencial para apoiar a gestão eficaz de uma imobiliária e também pode ajudar os autônomos no registro de transações imobiliárias.
Os corretores de imóveis precisam de consultoria contábil para gerenciar seus processos e tomar as decisões certas.

A gestão imobiliária engloba um conjunto de técnicas, ferramentas e práticas que permitem a uma empresa reter bons clientes, atrair novos, aumentar o seu portfólio, melhorar os serviços, reduzir custos e aumentar os lucros.

Portanto, como o mercado imobiliário é particularmente sensível às mudanças macroeconômicas, esse segmento deve ser administrado de forma diferente dos demais setores da economia.
Isso porque, embora surja incerteza financeira na economia, seu impacto pode ser minimizado – ou mesmo eliminado – se a propriedade for apoiada por processos de boa governança.

Guia de Gestão de Caixa para Crise no Varejo

Problemas de fluxo de caixa podem prejudicar uma pequena empresa, e a emoção das vendas pode levar a uma gestão fluxo de caixa ruim.
Pagamentos atrasados e faturas perdidas são muito comuns para pequenas empresas e causam grandes problemas.
Portanto, este artigo explica como você pode implementar um gerenciamento eficaz de fluxo de caixa e expandir seus negócios com o financiamento certo.

1. SEJA PROATIVO NA SUA GESTÃO

Comece olhando para o seu método atual para gerenciar o dinheiro que entra ou sai do seu negócio, como folha de pagamento, contas, compras e investimentos.
Por outro lado, uma gestão de caixa reativa é comum em muitas empresas, mas, como o ano passado mostrou, sempre há algo que você não espera.

Portanto, uma atitude proativa garantirá que você saiba o que está no horizonte nos próximos meses, permitindo que você planeje requisitos financeiros de forma eficiente e tenha seus fundos alinhados.

Isso coloca você em uma posição mais forte para obter financiamento em seus próprios termos e pode minimizar a chance de emergências financeiras. Claro, você não pode planejar tudo, mas isso lhe dará uma indicação realista de sua saúde financeira.

O mesmo é verdade para o dinheiro que entra no seu negócio. Então, emita suas faturas de vendas em tempo hábil. Se você está atrasado para emitir faturas, não pode culpar os clientes por pagarem atrasados.

Por fim, use métodos de pagamento automatizados com seus clientes para facilitar o pagamento, para que você possa gastar menos tempo perseguindo faturas e mais tempo administrando seus negócios.
Pergunte a si mesmo:

  • Você tem um sistema para rastrear pagamentos?
  • Você concordou com condições de pagamento claras ao assinar novos clientes e contratos?
  • Os termos do seu processo de cobrança são muito brandos?
  • Você tem um processo em vigor para perseguir pagamentos atrasados?

2. ATUALIZE SUA PREVISÃO DE FLUXO DE CAIXA

Uma previsão atualizada de fluxo de caixa é essencial, particularmente em um negócio em crescimento. Certifique-se de entender a quantidade de dinheiro e capital de giro necessários para operar o negócio.
Por outro lado, a situação financeira do seu negócio está sempre mudando. Pode ser que sua previsão tenha mudado drasticamente devido à perda de um grande cliente. Não há necessidade de exagerar nos detalhes, mas certifique-se de cobrir os principais aspectos do seu negócio.

Revise seus contratos, como custos e condições de pagamento, e leve-os em consideração em sua previsão para que você não tenha nenhuma saída inesperada. Não se esqueça de emitir faturas de vendas em tempo hábil.

Você deve atualizar seu plano e previsão regularmente – idealmente trimestralmente. Faça check-in com frequência para revisar e avaliar seu progresso em relação ao plano.

3. REAVALIE, REVISE E SEJA REALISTA NA SUA GESTÃO DE FLUXO DE CAIXA

Dê uma olhada honesta no seu negócio. Verificar regularmente sob o capô para ver como os números por trás da sua empresa parecem é um bom hábito para qualquer pequeno empresário, especialmente antes de períodos de negociação mais movimentados, como a temporada de verão ou outros feriados.

Seja discutindo termos com clientes e fornecedores, avaliando sua força de trabalho ou revisando seus custos, você pode ficar alerta estando ciente do que está entrando e saindo do seu negócio.

À medida que seu negócio cresce, você pode começar a enfrentar um novo conjunto de desafios, como investir em mais matérias-primas e estoque, mudar para instalações maiores ou contratar pessoal extra. Neste ponto, você pode precisar ponderar suas opções de financiamento para expandir ainda mais seus negócios.

4. SEJA FLEXÍVEL NA SUA GESTÃO DE CAIXA

Um plano financeiro sólido pode garantir que sua empresa permaneça o mais flexível possível. Você estará bem preparado para capitalizar oportunidades de crescimento ou lidar com mudanças inesperadas no mercado.

A flexibilidade lhe dá uma vantagem competitiva. Por exemplo, pode permitir que você traga inventário adicional, atualize equipamentos ou estenda as condições de pagamento sem prejudicar sua saúde financeira.

Por fim, é sempre uma boa ideia ter algum dinheiro em reservas. Se as coisas estão indo bem, pode não parecer necessário agora, mas algum dinheiro extra é sempre útil.
Então, tente a regra simples de 1/3: um terço para impostos, um terço para dividendos e o terço restante no negócio.