3 empreendedoras de sucesso que você pode se inspirar

Tem o sonho de ser empreendedora, mas não sabe por onde começar? Nós separamos três mulheres brasileiras que são empreendedoras de sucesso, nacional e internacional, para te inspirar nessa jornada rumo ao sucesso.

Histórias de mulheres empreendedoras que inspiram

1- Luiza Helena Trajano | Magazine Luiza

Luiza nasceu em Franca, São Paulo. Começou a trabalhar no varejo com 12 anos porque tinha o desejo de comprar presentes de Natal para aquelas pessoas que gostava. A inteligência emocional veio da mãe, já o espírito empreendedor e de vencedora vieram da tia. Luiza sempre teve seus valores bem definidos, como a honestidade, a generosidade, aprender sempre, além de sonhar alto.

Magazine Luiza foi fundada pelos tios da empresária, Luiza Helena Trajano assumiu a loja em 1990 e transformou em uma das maiores varejistas do país. Ela não tem vergonha de dizer que ela e a família sempre foram vendedores.

A Magazine Luiza possui mais de 700 lojas em 16 estados do Brasil. Luiza Trajano está na lista de empreendedores de sucesso bilionários, seus bem financeiros ultrapassam R$1 bilhão. Além do sucesso como empreendedora, Luiza utiliza muito em sua loja às políticas de inclusão e incentiva o empreendedorismo feminino.

2 – Danyelle Van Straten | Depyl Action

Depyl Action começou com Galci Van Straten, mãe de Danyelle, que criou uma cera com mel e própolis com o objetivo de dar às mulheres uma depilação mais suave e que não fosse agressiva. Começou a vender essa cera nos salões, em Balneário Camboriú, em Santa Catarina.

Depois de 10 anos de vendas, Danyelle e Glaci decidiram inovar, deixando de vender somente a cera e começando a oferecer o serviço de depilação. As duas apostaram em um local que fosse moderno, elegante, especializado em depilação e com profissionais que fossem bem treinadas para que as clientes se sentissem bem cuidadas ao realizar a depilação.

A primeira loja foi fundada em Brasília e hoje a rede é referência no ramo da depilação no país. Depyl Action tem mais de 100 franquias pelo Brasil, tornando Danyelle Van Straten uma das empreendedoras de sucesso do Brasil.

3 – Cecilia Prado | Cecilia Prado

Cecilia Prado, como as duas outras, trouxe inovação para um negócio de família. Ela transformou uma fábrica de tricô tradicional em destaque nacional e internacional. Cecilia criou peças com design contemporâneo que tinham toques artesanais.

O sucesso de Cecilia Prado foi tanto que em 2006 as suas peças começaram a ser exportadas. Hoje, Cecilia tem lojas próprias em São Paulo e também vende as peças em lojas de departamento e multimarcas. E essas vendas não são apenas no Brasil, e sim em mais de 20 países em toda a América, Europa, África, Oriente Médio e Ásia. Sendo a China um dos principais mercados de Cecilia Prado. Além de todos esses pontos físicos, é possível encontrar suas peças em diversos sites de renomadas lojas virtuais.

Conseguiu recuperar o fôlego para essa jornada? Nos acompanhe para mais conteúdos de inspiração como esse. Nós vamos ajudá-lo a seguir no caminho do sucesso!

O que acontecerá se você não pagar seus Impostos de Renda?

Se você não declarar ou pagar seu imposto de renda, poderá enfrentar algumas consequências caras. No pior dos casos, sua propriedade pode ser apreendida e você pode ir para a cadeia.

Todo brasileiro tem que apresentar uma declaração de imposto de renda todos os anos se ele ganhou renda naquele ano, mesmo que não deva nada; eles podem receber um reembolso de impostos que já pagaram ao longo do ano ou podem descobrir que devem impostos adicionais.

Mas se você não declarar seus impostos ou não pagar os impostos devidos, há uma série de consequências sérias que podem afetá-lo.

O que começa como um projeto de lei e uma carta severa da Receita Federal torna-se uma pequena penalidade; a pequena penalidade se torna uma grande penalidade e meses de juros acumulados. Se você ainda se abstiver de pagar, a Receita Federal obtém uma reclamação legal sobre sua propriedade e ativos (“penhor”) e, depois disso, pode até mesmo confiscar essa propriedade ou adornar seu salário (“tributo”).

No entanto, nos casos mais graves, você pode até ir para a prisão por até cinco anos por cometer sonegação de impostos. Mas raramente alguém sofre essa consequência. A Receita Federal não quer colocá-lo na prisão; ele apenas deseja receber o dinheiro que você deve.

O QUE ACONTECERÁ SE VOCÊ DECLARAR IMPOSTO DE RENDA COM ATRASO?

Se você não apresentar sua declaração de imposto de renda até o dia do imposto, estará sujeito a penalidades por não apresentação de declaração.

Impostos estaduais e locais também estão sujeitos a penalidades adicionais de falha na declaração, que são determinadas pela lei estadual.

Se você se abstiver de apresentar uma declaração de imposto de renda porque não acredita que poderá arcar com sua fatura de impostos, isso poderá custar caro no futuro. Eventualmente, a Receita Federal virá ligar e você terá que pagar. Nesse ponto, você terá que arquivar de qualquer maneira, então você ainda vai acabar pagando as taxas de declaração atrasada.

A falta de declaração também pode levar à pena de prisão. A Receita Federal não encaminha as pessoas para processo frequentemente; normalmente, eles não estão interessados ​​em prender alguém que deve.

Por outro lado, se você ainda não apresentou nenhuma declaração de imposto de renda, ligue para a Receita Federal e informe-os, ou entre em contato através do aplicativo da Receita Federal. Na maioria das vezes, eles ficarão mais do que satisfeitos em orientá-lo ao longo das etapas, embora você provavelmente ainda tenha que pagar as penalidades de arquivamento tardio.

Observe que não há estatuto de limitações para a declaração de seus impostos com atraso. A Receita Federal pode persegui-lo pelas penalidades de declaração atrasada não pagas, mesmo que muitos anos tenham se passado.

O QUE ACONTECE SE VOCÊ PAGAR IMPOSTOS COM ATRASO FREQUENTEMENTE

Ao longo do ano, você deve fazer pagamentos estimados de impostos a Receita Federal, seja retendo-os automaticamente do seu salário ou pagando-os manualmente. Ao apresentar sua declaração de imposto de renda, você descobrirá se os pagamentos estimados de impostos foram suficientes para cobrir o que você deveria ter pago ou se você pagou muito. O primeiro resulta em uma cobrança de imposto e o último resulta em um reembolso.

Se você deve impostos, pode efetuar um pagamento assim que estiver pronto. Mas se você não fizer um pagamento, a Receita Federal enviará um aviso. E se não pagar essa conta, você receberá pelo menos mais um aviso antes de sofrer as penalidades.

Nesse período, os impostos não pagos começarão a acumular penalidades e juros. Os juros começam a ser acumulados na data de vencimento constante do aviso, acumulando-se diariamente no saldo a pagar. A taxa de juros oscilou entre 3% e 5% nos últimos anos; atualmente, é de 1%, podendo chegar a 20%. A taxa Selic está 11% ao ano.

Tal como acontece com a omissão de declaração de impostos, você também pode ir para a prisão por não pagamento de impostos. Mas é altamente improvável, a menos que você deva centenas de milhares de reais.

E SE VOCÊ NÃO PUDER PAGAR SEUS IMPOSTOS?

Se você não pode pagar seus impostos, a primeira coisa que você precisa fazer é ligar para a Receita Federal. Eles querem cobrar de você, não o punir. Você pode ser elegível para configurar um plano de pagamento denominado contrato de parcelamento. Isso permite que você faça pagamentos mensais referentes ao que deve em impostos e evite o risco de penhor, imposto ou pena de prisão.

A Receita Federal pode exigir que você pague uma determinada quantia de sua obrigação tributária antes de concordar com um contrato de parcelamento. Além disso, você ainda deverá multas e juros, mas a taxa de penalidade é um pouco mais baixa para pessoas com um plano de pagamento do que para pessoas que não têm.

Como alguns estados cobram penalidades e taxas de juros mais altas do que outros, convém pagar os impostos estaduais e locais primeiro e, em seguida, passar para os impostos federais. Fale com o departamento de receita do seu estado para obter mais informações.

Se você perder o pagamento do contrato de parcelamento, deverá o pagamento integral à vista, incluindo multas e juros.

FAÇA UMA OFERTA DE COMPROMISSO

Por fim, uma oferta de compromisso é um acordo com a Receita Federal para reduzir sua responsabilidade tributária total em troca de você pagar tudo como um montante fixo. Normalmente, uma oferta de compromisso é para trabalhadores de baixa renda; você pode não ser elegível se ganhar muito. Caso tiver dúvidas sobre o assunto, entre em contato com nossa contabilidade que auxiliaremos na sua Declaração.

Dicas para levar sua empresa ao caminho do sucesso

Quem é empreendedor sabe que não é uma tarefa fácil levar sua empresa ao caminho do sucesso. É preciso muito planejamento, ações estratégicas, investimento em marketing digital, uma boa assessoria contábil, entre outras medidas.

Afinal, com o mercado cheio de incertezas, o empreendedor precisa analisar cada detalhe, mas não significa ficar parado por conta do medo.

Se você está planejando ser dono do próprio negócio ou até mesmo já abriu sua empresa, mas é iniciante no ramo do empreendedorismo, confira essas dicas que preparamos para você ter sucesso em seu projeto!

O que fazer para ter uma empresa de sucesso?

De acordo com o Sebrae (Sistema Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), 24,4% das empresas fecham com menos de dois anos de mercado.

Para os especialistas, entre os principais motivos estão a falta de planejamento, capacitação em gestão empresarial e dificuldades de administrar a empresa de forma geral. Veja a seguir como burlar esses dados e levar sua empresa ao sucesso!

1 – Planejamento e metas claras

O planejamento estratégico é o alicerce para que uma empresa chegue ao sucesso. Boa parte dos empreendedores iniciantes, por impulso e ansiedade, pulam esse processo essencial e acabam não avaliando quais serão os caminhos que deverão ser traçados para que o negócio dê certo.

Outro ponto é definir bem as metas, construindo as bases aos poucos, porque metas muito ambiciosas podem gerar frustração e desânimo. Um passo de cada vez, esse deve ser o lema do empreendedor iniciante.

2 – Crie produtos e serviços que façam a diferença

O que a sua empresa vai entregar? Quais são as dores do público-alvo que deseja atingir? Ter essa clareza é fundamental para criar produtos e serviços que atendam exatamente a uma necessidade de mercado.

Antigamente, se criava um produto e tentava empurrá-lo com a ajuda da publicidade. Mas isso não funciona mais. O empreendedorismo moderno estuda e identifica primeiro as dores e só depois entrega uma resolução.

3 – Construa uma presença online

Outro ponto imprescindível para levar sua empresa ao caminho do sucesso é construir uma presença online significativa. Site otimizado, blog com conteúdo e estratégias de SEO, redes sociais que entregam conteúdo de qualidade e se comunica com o público.

Ainda mais em tempos de pandemia, as empresas que começaram agora precisam vender pela internet para se manterem sustentáveis.

4 – Dê prioridade para a busca de conhecimento

Gerir um negócio não é mandar em uma equipe para que tudo saia conforme o planejamento. Cabe ao proprietário estar o tempo todo em busca de capacitação e conhecimentos que o levarão mais longe.

É com conhecimento que se dribla a concorrência e leva sua empresa ao caminho do sucesso, participando de workshops, conhecendo as ferramentas tecnológicas e de gestão.

Tenha em mente que você precisa ser um líder que inspire pessoas!

5 – Faça boas parcerias

Ninguém chega ao topo do sucesso sozinho, isso é fato! Uma empresa é constituída por colaboradores, clientes e parceiros.

São esses companheiros que fazem a jornada ser mais assertiva e próspera. Por isso, busque parcerias com agências de comunicação e marketing, empresas que fazem brindes promocionais, escritórios de advocacia, de tecnologia e assessoria contábil.

Agora, conta pra gente qual dessas dicas você vai aplicar hoje mesmo em sua empresa? Aproveite para conferir outros conteúdos aqui no blog.

Passo a Passo de como Declarar Seu Imposto de Renda

Apresentar sua declaração de imposto de renda federal pode parecer opressor. Mas você pode enfrentar a temporada de impostos um passo de cada vez – e evitar erros de novato – enquanto aproveita as oportunidades para economizar dinheiro ao declarar seu imposto de renda.

O QUE É UMA DECLARAÇÃO DE IMPOSTO DE RENDA?

No Brasil, algumas pessoas precisam preencher uma declaração de imposto de renda a cada ano. Este é um formulário no qual você declara suas rendas e ganhos de capital para um ano fiscal. Por outro lado, você também pode usar o formulário para solicitar abatimentos e isenções fiscais.

Por outro lado, as informações da declaração de impostos são usadas para calcular sua obrigação tributária. Você é o responsável legal por declarar sua renda tributável. Se você preencher uma declaração de imposto de renda, ela será uma ‘declaração’ de toda a sua renda tributável do ano. No entanto, quando seus assuntos fiscais são difíceis, você deve contar com a ajuda de um contador.

Se você precisar preencher uma declaração de imposto de renda, esteja ciente de que é um documento legal e você é obrigado a tomar os devidos cuidados ao preenchê-la.

1. FIQUE DE OLHO NA SUA RECEITA PARA DECLARAR O IR

Você precisa apresentar uma declaração de imposto de renda se atingir ou ultrapassar determinados níveis de renda durante o ano. Se você estiver empregado, verifique seu recibo de pagamento para a renda “acumulada no ano”.

Por fim, se você tiver mais de um emprego, certifique-se de somar a renda de todos os seus empregadores. No entanto, lembre-se de incluir renda de outras fontes também, como dinheiro que você ganha com a propriedade alugada, qualquer coisa que você venda, investimentos ou juros.

2. GUARDE A PAPELADA CERTA DURANTE O ANO PARA DECLARAR SEU IMPOSTO DE RENDA

Fique por dentro da papelada tributária ao longo do ano; isso tornará sua vida mais fácil durante a temporada de impostos. Você pode manter os recibos de coisas como doações de caridade, despesas de trabalho e contas médicas, ou outros itens.

Você também pode manter as declarações de empréstimos ou investimentos estudantis e quaisquer subsídios ou bolsas de estudo. Ter esses itens à mão e bem ordenados pode ajudá-lo a determinar se deve pedir ajuda a um contador e tornar o processo mais fácil. Você também deve guardar sua papelada após a declaração. A Receita Federal recomenda manter os registros por pelo menos três anos.

3. CUIDE DOS SEUS PRAZOS ANTES DE DECLARAR SEU IMPOSTO

Receber seus documentos fiscais com antecedência dá a você tempo para preparar sua declaração de imposto de renda até a data de vencimento normal. Planeje a data em que iniciará sua declaração e certifique-se de que seja cedo o suficiente para que você possa planejar outra uma, caso precise de tempo para localizar mais documentos ou obter ajuda.

Em geral, os especialistas recomendam o preenchimento das declarações de impostos o quanto antes. Quanto mais cedo você arquivar, melhores serão suas chances de evitar o roubo de identidade relacionado a impostos, um crime que está aumentando.

4. PREPARE SUA DECLARAÇÃO DE IMPOSTOS

Existem várias opções para preparar e preencher sua declaração de imposto de renda. Saiba mais sobre cada um para que possa fazer a escolha certa para você:

“Arquivo grátis”: A Receita Federal tem um software para preparar o imposto gratuito que pode tornar a preparação de sua declaração de imposto mais fácil com recursos que podem ajudá-lo a descobrir quaisquer deduções ou créditos que você possa receber.

Formulários online da Receita Federal: se sua renda bruta ajustada for superior a esse limite, a Receita Federal tem versões eletrônicas dos formulários em papel que farão as contas para você, mas eles oferecem apenas orientações básicas e não fornecem o mesmo tipo de ajuda para calcular quais deduções ou créditos você pode obter.

Software de preparação de impostos: se você quiser um pouco mais de orientação, pode pagar uma taxa para usar essas ferramentas online, que estão disponíveis por meio de vários fornecedores. Por outro lado, eles orientarão você sobre como preparar sua declaração de imposto de renda e o ajudarão a descobrir quaisquer deduções ou créditos para os quais você possa se qualificar.

Contador: se você perceber que precisa da ajuda individual de um especialista, consulte nossa contabilidade. Por fim, certifique-se de trabalhar com alguém em quem você pode confiar. Você concederá a essa pessoa acesso a muitas informações pessoais, portanto, escolha um contador com cuidado.